Resposta às perguntas que estão me fazendo sobre o clipe “FOI DEUS QUEM FEZ VOCÊ”

1- Como e porque regravar esta canção?

Desde que comprei uma “vitrola”, tenho ouvido muitos vinis antigos, e redescobri esta canção, como outras também. Mas nesse momento tão político, tão violento, e tão transformador no pais e no mundo, achei que nada era mais apropriado que falar de amor. Não um amor banal, mas um amor entre a natureza e os homens onde tudo é divino e natural. Fomos feito só para amar. Essa é a saída. E a canção dizia lindamente tudo isso. Fechado, perfeito.

2-Por que o Clipe em LIBRAS?

Vimos um clipe do Paul McCartney onde a atriz Natalie Portman e o ator Jonnhy Deep interpretam em ASL (American Sign Language) e daí veio a inspiração. Só que estamos no Brasil, então resolvemos fazer em LIBRAS. E nos envolvemos de tal forma que fizemos todo em LIBRAS, por sugestão da Diretora Luíza Trigo, pois percebemos a importância de tornar a canção uma mensagem de amor universal e acessível. Tudo foi se revelando. A intenção era cantar além da voz, era uma demonstração de afeto com gestos, e Libras era a linguagem perfeita pra isso. E assim foi.

3- Você é religiosa?

Sou extremamente religiosa, com muito orgulho e alegria, sempre fui. A fé é quem me salva todo dia. Mas não sou ligada a entidades religiosas, tenho profunda formação católica, filosofia espírita e universalista, e parte da família protestante Batista. Vejo transcendência espiritual em todos os lugares. Principalmente no coração. O amor é minha religião.

4- Você é fluente em LIBRAS?

Não sou fluente, mas gostaria. Fizemos um estudo dirigido orientado por dois professores de LIBRAS, Mônica Cristina e João Henrique Bulhões, que é Surdo. João e Mônica são responsáveis por todos os movimentos. Mônica traduziu tudo e me orientou e ainda acompanhou toda a gravação pra que nenhum movimento fosse errado. Foi tudo feito com muita responsabilidade e respeito.

5- Você fez tudo isso como estratégia de marketing?

Todo artista utiliza a publicidade como meio de se divulgar, ele quer público e aplauso, e quem me disser o contrário pode até fazer arte, mas não é artista. Mas apesar de visar sucesso, nunca faço nada de mentira. Toda ação minha é sincera, é o que eu quero no momento, faço com verdade e não tenho medo das opiniões, dou a cara a tapa, realizo. E vem dando certo, a verdade é fatal. Não vou errar nesta vida por não fazer, vou errar, é claro, mas sempre fazendo. E se estou passando uma mensagem edificante e não estou causando mal às pessoas, sei que é um acerto. Acho que esse clip é sincero e veio num momento oportuno, isso ajuda muito a divulgar, vide o sucesso do vídeo no Youtube.

Comments are closed.